fbpx

Os genes podem influenciar o ganho de peso pós gestacional?

O excesso de peso é um problema crescente e um fator de risco conhecido para várias condições crônicas, como diabetes tipo 2, dislipidemia e doenças cardiovasculares, e sua presença aumenta a morbimortalidade de forma exponencial. Nas mulheres, o excesso de peso está associado a um momento importante do ciclo vital: a gravidez.

A retenção do peso ganho após a gravidez pode representar um fator determinante para a obesidade e seu desenvolvimento é resultado de uma complexa rede de fatores, incluindo o ganho de peso gestacional excessivo, o estado nutricional pré-gestacional, a amamentação, a raça, a idade, a paridade, o estado civil, a prática de atividade física e o consumo alimentar.

Além disso, acredita-se que a suscetibilidade de um indivíduo à obesidade resulte também de sua genética. Até o momento, vários polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) de genes obesogênicos associados ao aumento do risco de sobrepeso ou obesidade foram publicados.

Em particular, o genótipo 825TT do gene GNB3 (GNB3 G protein subunit beta 3) contribui para um alto risco de hipertensão e obesidade em vários grupos étnicos. Estudos também revelam que a presença do genótipo 825TT é um fator determinante para o aumento da massa corporal durante a gravidez e favorece a retenção de peso após a gestação, principalmente, em mulheres após o primeiro parto.


AINDA NÃO RECEBE NOSSOS CONTEÚDOS CIENTÍFICOS? ASSINE NOSSAS NEWSLETTERS! . FAÇA O SEU CADASTRO AQUI.

O teste de genotipagem do gene GNB3 é um teste preditivo, que identifica a presença do polimorfismo 825T do gene GNB3. Mulheres sedentárias portadoras do alelo 825t (homozigotas) possuem um risco até 7 vezes maior de ganhar peso excessivo na primeira gravidez e retê-lo depois. Desta forma, a identificação dessa variante em indivíduos com risco de obesidade permite a implantação precoce de uma dieta equilibrada e atividades físicas regulares, reduzindo assim o risco do desenvolvimento de inúmeras patologias como doenças cardiovasculares, lipidemias e diabetes tipo 2.

A importante associação do genótipo 825TT com aumento de peso durante e após a gestação, mostra a importância do teste para mulheres que planejam engravidar ou que estejam no período gestacional.

Referências:

  1. Albuquerque D, Stice E, Rodríguez-López R, Manco L, Nóbrega C. Current review of genetics of human obesity: from molecular mechanisms to an evolutionary perspective. Mol Genet Genomics 2015;290(4):1191-221.
  2. Gutersohn A, Naber C, Müller N, Erbel R, Siffert W. G protein beta3 subunit 825 TT genotype and post-pregnancy weight retention. Lancet 2000;355:1240-1
  3. Ying Meng, Susan W. Groth, Dongmei Li. The Association between Obesity-Risk Genes and Gestational Weight Gain Is Modified by Dietary Intake in African American Women”. J Nutr Metab 2018;2018:5080492.

Teste de detecção do COVID-19 no conforto de sua casa!

Você sabe que aglomerações de salas de espera laboratoriais e hospitalares podem potencializar o risco de contaminação e transmissão do Coronavírus (COVID-19). 

Você pode evitar esse risco!

Nos preocupamos com a segurança e comodidade, então oferecemos o serviço exclusivo de transporte do material do teste COVID-19, no conforto do seu lar.

Clique aqui e veja todas as informações do teste

 

 

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário