fbpx

Disbiose intestinal e colite ulcerativa

Colite ulcerativa é um tipo de doença inflamatória intestinal caracterizada por períodos de remissão e exacerbação. Alterações da microbiota intestinal (MI) podem influenciar a fisiopatologia e a resposta clínica da doença, que pode ser classificada de acordo com sua extensão e gravidade. Essa classificação define proctite ulcerativa, colite ulcerativa do lado esquerdo e colite ulcerativa extensa ou pancolite, considerada a fase clínica mais grave da colite ulcerativa.

Aceita-se que alterações na MI impactam o sistema imunológico intestinal e promovam colite ulcerativa. A MI interfere com a história natural da colite ulcerativa ao se associar com gravidade clínica, remissão e respostas de surto. Alterações clássicas descritas incluem diminuição de espécies anti-inflamatórias, aumento de espécies inflamatórias, diversidade reduzida, baixa abundância de Firmicutes e alta abundância de Proteobacteria.


AINDA NÃO RECEBE NOSSOS CONTEÚDOS CIENTÍFICOS? ASSINE NOSSAS NEWSLETTERS! . FAÇA O SEU CADASTRO AQUI.

Estudo recente, ao comparar pacientes em remissão e com colite ulcerativa ativa, identificou na pancolite ativa abundância do gênero Bilophila e Fusobacteria, enquanto na remissão da doença observou maior abundância de Faecalibacterium. Os gêneros Roseburia e Faecalibacterium foram enriquecidos na pancolite em remissão, que também apresentou maior correlação com a calprotectina fecal, um marcador de inflamação.

Esses dados são particularmente importantes pois alterações da MI podem contribuir para deflagrar pancolite, e aumentar o risco de câncer colorretal. O estudo de comunidades microbianas intestinais durante as fases clínicas da pancolite auxilia compreender potenciais interações com a resposta imune do hospedeiro. Caracterizar um gênero específico tem, em potencial, aplicação clínica.

A combinação de espécies da MI pode contribuir para diminuir processos inflamatórios e a manipulação de comunidades bacterianas específicas, concomitante ao uso de antibióticos, tem sido usada em colite ulcerativa.

Como vimos, é possível que mudanças imunológicas, relacionadas a atividade da MI, sejam responsáveis, entre outras causas, pela origem da colite ulcerativa. O uso de abordagens personalizadas para corrigir o perfil bacteriano pode ser útil para aumentar os níveis e a função de espécies protetoras. A incorporação dessas novas abordagens microbianas poderá modificar o tratamento, em paralelo com os avanços dramáticos na imunoterapia fornecida por agentes biológicos.
Quer saber como o sequenciamento genético pode auxiliar na sua saúde e qualidade de vida?

Saiba mais em: www.bioma4me.com.br
Fale com seu médico e nutricionista

Referências:

1. Nascimento R de P do, Machado AP da F, Galvez J, Cazarin CBB, Maróstica Junior MR. Ulcerative colitis: Gut microbiota, immunopathogenesis and application of natural products in animal models. Life Sci. 2020;258:118129. doi:10.1016/j.lfs.2020.118129

2. Maldonado‐Arriaga B, Sandoval‐Jiménez S, Rodríguez‐Silverio J, et al. Gut dysbiosis and clinical phases of pancolitis in patients with ulcerative colitis. Microbiologyopen. 2021;10(2). doi:10.1002/mbo3.1181


Teste de detecção do COVID-19 no conforto de sua casa!

Você sabe que aglomerações de salas de espera laboratoriais e hospitalares podem potencializar o risco de contaminação e transmissão do Coronavírus (COVID-19). 

Você pode evitar esse risco!

Nos preocupamos com a segurança e comodidade, então oferecemos o serviço exclusivo de transporte do material do teste COVID-19, no conforto do seu lar.

Clique aqui e veja todas as informações do teste

 

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário