fbpx

Dia Mundial sobre o Microbioma

Como o estudo do microbioma influenciou a prática clínica nos últimos anos.

Em 27 de junho, comemora-se o Dia Mundial do Microbioma, área de crescente avanço na ciência e destaque no cuidado integral à saúde.

O estudo de microrganismos remonta do século XVII, todavia, apenas no início dos anos 2000, após a finalização do Projeto Genoma Humano e com o aprimoramento de tecnologias de sequenciamento genético, inquietações sobre como a comunidade microbiana interage com o organismo humano levaram ao desenvolvimento do Projeto Microbioma Humano e maior conhecimento do estudo da microbiota. Nestes anos de estudo, as importantes funções e os mecanismos de ação pelos quais a microbiota influencia as condições de saúde e doença ficaram mais claras.

Atualmente, com milhares de trabalhos científicos publicados, a literatura aponta a microbiota como habitat de 100 trilhões de microrganismos, que representam 100 vezes mais genes do que o genoma humano. Esta microbiota pode ser considerada uma impressão digital, única e específica que, quando em equilíbrio, desempenha funções importantes para a saúde. E por isso, o microbioma humano pode ser considerado fonte de diversidade genética e componente essencial da imunidade, influenciando diretamente nosso metabolismo e saúde.


AINDA NÃO RECEBE NOSSOS CONTEÚDOS CIENTÍFICOS? ASSINE NOSSAS NEWSLETTERS! . FAÇA O SEU CADASTRO AQUI.

Este ano, o Dia Mundial do Microbioma celebra a diversidade. A diversidade de uma microbiota é um indicador que avalia a distribuição das diferentes espécies de bactérias e é diretamente relacionada ao repertório com o qual o organismo pode contar para enfrentar diversas enfermidades e manter um adequado funcionamento do seu metabolismo. Microbiotas com baixa diversidade tendem a ser mais suscetíveis a infecções intestinais e a doenças relacionadas a baixa imunidade, enquanto boas diversidades estão associadas a condições favoráveis de saúde e melhor resposta à infecções.

Existem diversas formas pelas quais a estrutura da comunidade microbiana pode ser influenciada e modulada de modo a aumentar a diversidade. Elas incluem: dieta personalizada, uso de prebióticos e probióticos e recomendações de estilo de vida, como prática de atividade física e ajuste do sono. Essa modulação eficaz e assertiva da microbiota é possível graças ao mapeamento genético das bactérias intestinais.

Conhecer as bactérias que habitam nosso intestino, através do sequenciamento genético da microbiota intestinal, é, sem dúvida, um dos grandes avanços da ciência nos últimos anos. O mapeamento das bactérias permite compreender de que forma fatores ambientais, incluindo dietas, toxinas, fármacos e patógenos modificam a microbiota e, a partir de então, modular este ambiente para tratar doenças e aliviar sintomas. Beneficiando não só a saúde intestinal, mas também a saúde global do indivíduo.

Quer conhecer o perfil da sua microbiota intestinal?

Fale com seu médico e nutricionista.

 

Referências:

• Science. New goals for the U.S. Human Genome Project: 1998-2003. 23;282(5389):682-9

• Hall AB, Tolonen AC, Xavier JM. Human genetic variation and the gut microbiome in disease. Nature Reviews. 2017, 18: 690-699

• Weiss, G.A. & Hennet, T. Mechanisms and consequences of intestinal dysbiosis. Cell. Mol. Life Sci. (2017) 74: 2959

• Dominianni C, Sinha R, Goedert JJ, Pei Z, Yang L, Hayes RB, et al. Sex, body mass index, and dietary fiber intake influence the human gut microbiome. PLoS ONE. 2015;10(4):1–14.


Teste de detecção do COVID-19 no conforto de sua casa!

Você sabe que aglomerações de salas de espera laboratoriais e hospitalares podem potencializar o risco de contaminação e transmissão do Coronavírus (COVID-19). 

Você pode evitar esse risco!

Nos preocupamos com a segurança e comodidade, então oferecemos o serviço exclusivo de transporte do material do teste COVID-19, no conforto do seu lar.

Clique aqui e veja todas as informações do teste

 

 

Related Posts

Leave a comment