fbpx

Bactérias patogênicas no intestino, devo me preocupar?

Bactérias patogênicas no intestino, devo me preocupar?

Nos últimos anos, novas tecnologias permitiram identificar e quantificar os componentes da microbiota intestinal através da análise de DNA extraídos diretamente das fezes. A principal técnica baseada em análises moleculares é o sequenciamento do gene 16S, que se tornou a forma mais útil para verificar a diversidade e abundância das bactérias do microbioma.

O microbioma humano reúne mais de 100 trilhões de microrganismos, destes, as bactérias são os principais componentes da microbiota intestinal no cólon. Uma microbiota intestinal equilibrada é essencial para a saúde humana, e está envolvida em diversas funções, incluindo a regulação do sistema imune e proteção contra patógenos.

Entre as bactérias que compõe a microbiota intestinal “saudável”, três principais categorias são descritas, as comensais (neutras), patobiontes ou patogênicas (prejudiciais) e simbiontes (benéficas). Quando os níveis das bactérias patogênicas aumentam, ocorre o desequilíbrio denominado disbiose.

Existe uma grande preocupação com os prejuízos causados por patógenos, que podem ser agudos como sintomas gastrointestinais, ou crônicos associados ao aparecimento de doenças, como o câncer, obesidade e doenças autoimunes.


AINDA NÃO RECEBE NOSSOS CONTEÚDOS CIENTÍFICOS? ASSINE NOSSAS NEWSLETTERS! . FAÇA O SEU CADASTRO AQUI.

No entanto vale lembrar, muitas bactérias, com potencial patogênico, podem estar no intestino de indivíduos saudáveis sem causar sintomas ou danos, o que vai determinar seu grau de prejuízo é a quantidade em que ela está presente. Inclusive, a presença de bactérias patogênicas em altos percentuais é considerada um marcador de disbiose.

Originalmente, o combate à patógenos era realizado com o uso de antibióticos, usados ​​como a primeira linha de defesa contra essas bactéria, mas um aumento no desenvolvimento da resistência a antibióticos, além do impacto negativo que esses medicamentos causam nas bactérias benéficas que compõe a microbiota intestinal levou à necessidade de intervenções alternativas.

Nos últimos anos os probióticos vem sendo usados ​​como suplementos alimentares para promover a saúde intestinal e para prevenção ou alívio de infecções intestinais. Geralmente, eles são usados ​​de maneira genérica, tornando-os inespecíficos para diferentes patógenos. No entanto, com o sequenciamento da microbiota intestinal, é possível identificar qual patógeno está mais abundante na microbiota avaliada, e de maneira personalizada escolher as melhores espécies probióticas de acordo com o perfil individual da sua microbiota intestinal que levarão ao combate seletivo dos patógenos.

Referências:

• Rinninella E, Raoul P, Cintoni M, et al. What is the Healthy Gut Microbiota Composition? A Changing Ecosystem across Age, Environment, Diet, and Diseases. Microorganisms. 2019;7(1):14. Published 2019 Jan 10. doi:10.3390/microorganisms7010014

• Mathipa MG, Thantsha MS. Probiotic engineering: towards development of robust probiotic strains with enhanced functional properties and for targeted control of enteric pathogens. Gut Pathog. 2017;9:28. Published 2017 May 8. doi:10.1186/s13099-017-0178-9


Teste de detecção do COVID-19 no conforto de sua casa!

Você sabe que aglomerações de salas de espera laboratoriais e hospitalares podem potencializar o risco de contaminação e transmissão do Coronavírus (COVID-19). 

Você pode evitar esse risco!

Nos preocupamos com a segurança e comodidade, então oferecemos o serviço exclusivo de transporte do material do teste COVID-19, no conforto do seu lar.

Clique aqui e veja todas as informações do teste

 

 

Related Posts

Leave a comment